A luz UV pode matar o coronavírus?

Recentemente, a população mundial alcançou patamares de ansiedade extraordinários por causa da COVID-19. O medo da contaminação trouxe à tona uma velha conhecida da ciência: a esterilização com luz ultravioleta (UV).





Aplicada desde o início do século passado para inativar germes, a luz UV é usada desde 1906 para tratamento de água e em diferentes locais onde a esterilização é necessária, como, por exemplo, hospitais.


O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, preocupado com o uso indiscriminado e incorreto da luz UV, se uniu a professores do Curso de Física Médica da UFS, especialistas nesse tema, para prestar informações à sociedade sergipana.


A primeira coisa a ser considerada é que apenas a luz UV do tipo C (UVC) pode desativar de forma confiável os vírus e bactérias. A luz UV que atinge a superfície da Terra é menos energética. Dentre as dezenas de equipamentos disponíveis no mercado atual, ao comprar um produto para esterilização UV, luz que não somos capazes de enxergar, devemos ter certeza da sua qualidade. Ele deve emitir a luz UVC, que é produzida por lâmpadas especiais, chamadas de germicidas. É preciso ter cautela, pois alguns produtos disponíveis no mercado e anunciados como germicidas não emitem luz UVC.


A luz UVC é comumente aplicada em desinfecção de água e superfícies em hospitais, empresas farmacêuticas e laboratórios de pesquisa. Essa luz é absorvida pelas moléculas que formam o DNA nos germes, impedindo a replicação de vírus e bactérias.


Como qualquer sistema de desinfecção, os dispositivos UVC devem ser usados adequadamente para serem seguros. A eficácia da desinfecção é determinada pela dose de luz UVC à qual a superfície foi exposta. Essa dose depende da potência da lâmpada, da distância até o objeto a ser desinfetado e do tempo a que se expõe à luz UVC. Para lâmpadas potentes e superfícies próximas, o tempo pode ser tão curto quanto alguns segundos. Mas se a lâmpada usada não é muito potente ou se a superfície está a uma distância considerável, talvez sejam necessários vários minutos ou horas de exposição.


Leia matéria completa em: http://www.ufs.br/conteudo/65444-a-luz-uv-pode-matar-o-coronavirus


© 2020 por UVCare Daiken.